Can he tell that I can't breathe?
theme by nee-d; detail applapacia.
“Nunca entendi essa coisa maluca que temos. Nunquinha. É como se não suportássemos assumir sentimento, mas também não conseguíssemos deixar para lá. Escuta, eu sei que sou complicada. Sei que nunca digo as coisas certas e nunca ajo da maneira certa e estou sempre fora do script. Mas olha, eu mudaria por você. Desconfio até já estar mudando, aliás. Não sei quanto disso é errado… Mas sinto que, de alguma forma, por você vale a pena. Só, por favor, não me decepciona. Não me decepciona porque você foi o primeiro a me fazer sentir assim em muito, muito tempo. Eu quase não consigo conter meus sentimentos quando o assunto é você, tenho vontade de te agarrar e segurar seu rosto entre as mãos e pedir para, pelo amor de Deus, você não sair da minha vida. Há momentos em que, juro, tudo o que mais quero é me livrar de você. Mas aí essa coisa linda que sinto por ti me lembra o quão maravilhoso é saber que, apesar ou por causa de tudo, você está aí. Do outro lado do estado, do outro lado do muro… Com a outra metade do meu coração. Só quero que saiba que desisti de lutar contra isso. Cansei de fingir não me importar e tudo o que mais quero é me entregar a você e seu humor maluco e suas teorias sem sentido. Porque, pela primeira vez, conheci alguém que me deu vontade de ficar. E é isso. Você me faz ter vontade de ficar mesmo que eu não saiba exatamente qual o meu lugar no mundo e onde eu deveria estar. Porque eu gosto desse seu cabelo bagunçado e desses seus olhos azuis e dessa sua boca fina. Sou apaixonada por essa sua aparência ao mesmo tempo desleixada e limpa, esse seu sorriso sarcástico e o fato de você ser pelo menos dez centímetros maior que eu. Nunca gostei dos comuns, acho que você já percebeu. E talvez tenha sido isso que tenha me atraído até você… Esse seu mistério sem fim. Essa sua mania maluca de querer ser diferente de tudo o que é convencional e considerado normal; esse seu jeito estranho de fazer tudo ao contrário e bagunçar tudo o que eu demorei tanto tempo para arrumar. Mas, sabe, eu não me importo de arrumar a bagunça que você deixa. Não me importo porque, apesar de você me deixar maluca, você bagunçar tudo de novo quer dizer que você voltou. Voltou para mim, digo. Sei que você ainda vai procurar por muito tempo alguém melhor que eu – eu mesma ainda tenho esperanças de encontrar alguém menos irritantemente bipolar e mais sossegado. Mas, quem estamos querendo enganar? A coisa sempre volta para nós dois. Sempre. Mesmo quando não queremos e não precisamos, o destino insiste em nos colocar juntos. E, afinal, que forças tenho eu ou você contra esse karma que é muito maior que nós dois? Depois de muito tempo cheguei a essa conclusão, sabe? Isso tudo é muito maior que nós dois. É muito maior que nós dois e que nossas brigas e confusões e desentendimentos. Porque, por Deus, desde a primeira vez que coloquei os olhos sobre você, a única coisa que quis fazer para o resto da vida era não deixar você sumir de dentro de mim. E essa é uma promessa que eu fiz a mim mesma. Não vou deixar você sumir. Não vou deixar você pirar e ir embora e me deixar aos pedaços. Não vou. Não mais. Vou me manter firme e segura e rezar para, pelo amor de Deus, as coisas finalmente darem certo para nós dois. E tudo isso porque todas as manhãs quando acordo a primeira coisa que quero fazer é ver esse seu rosto. Eu acredito em nós, apesar dos pesares. Acredito em nós e estou te pedindo para, por favor, acreditar também… Não deixa isso que nós temos morrer. Se mantem firme do seu lado e, eu juro, isso tudo vai valer a pena um dia. Eu vou me manter firme daqui, também.
Feliz um ano de nós dois.”

“Olhos fechados
Pra te encontrar
Não estou ao seu lado
Mas posso sonhar.”
~ Os Paralamas do Sucesso.

“Amadurecer, afinal de contas, deve ser isso: escolher quem entra e quem fica na nossa vida.”
~ Clarissa Corrêa (via efemera-dor)

1 day ago · 23,140 notes · reblog
originally delator · via efemera-dor
“Me deu asas, mas partiu sem me ensinar a pousar.”
~ A nossa música.  (via alentador)